Genizah Virtual X Hermes Fernandes



Há um bom tempo parei de escrever artigos para o Gospel Gay, embora ainda seja responsável, junto com João Marinho, pela manutenção do blog.

Hoje, contudo, não deu para segurar a surpresa, estranhamento e necessidade de dizer algo sobre o que vi e nunca pensei que tal coisa pudesse acontecer.

Refiro-me ao rompimento declarado entre o site conservador, fundamentalista e direitista gospel: GENIZAHVIRTUAL e o bispo Hermes Fernandes.

Danilo Fernandes, responsável pela manutenção do GENIZAHVIRTUAL, escreveu um longo artigo (AQUI), neste, o autor acusa o bispo Hermes de apostasia e o motivo, dentre vários, seria o apoio de Hermes à agenda de esquerda, que o faz buscar holofotes, se associar ao PT e, inclusive, defender a “ideologia de gênero”, atacando, portanto, a psicóloga e “educadora”, Marisa Lobo, desconstruindo a imagem dessa.

O absurdo do ataque chega fazer a previsão de que em breve Hermes estará celebrando casamento gay em suas paróquias. Digo absurdo, pois o mesmo Hermes já se posicionou em relação aos gays. Assim, mesmo que o bispo possa ter uma visão mais aberta em relação ao evangelho, ecumênica e tenha, de fato, atacado a Marisa Lobo, ele considera, por exemplo, que os gays não deveriam se beijar em público, respeitando o status quo da sociedade heteronormativa.

Na verdade, Danilo Fernandes sempre foi fundamentalista agressivo. Daqueles que atacam Silas Malafaia (por este ser neopentecostal), mas não consideram que o mesmo seja desprezível de todo. Aliás, quando Silas escancara a bocarra contra os LGBTs, Danilo chega aplaudi-lo sem disfarce algum. Aquele velho contrassenso cristão de usar e abusar daquilo que os favorecem no jogo sujo da conversão e sectarismo. Na verdade, Danilo Fernandes é pertencente à direita cristã, está aplaudindo de pé a retirada de Dilma Rousseff da presidência e entusiasmado com, o que para ele é, a maior derrota gay da história. Para Danilo, todo gay é esquerda, sendo assim, toda a esquerda é contrária às escrituras.

A pequenez desse sujeito só reflete a falta de respeito, de consideração e de diálogo que o mesmo não consegue sustentar com quem pensa diferente de si. Danilo não tem uma Bíblia, ele tem um conjunto de regras, uma cartilha pesada e farisaica, que oprime, que denigre e que ataca qualquer um que não reze por ela( mesmo que esse qualquer um tenha sido amigo em um passado próximo).

Danilo é a expressão do fundamentalismo da igreja, do rancor dos cristãos que lutam para uma agenda de poder, da pequenez argumentativa. É a imagem viva de um fariseu contemporâneo de Cristo, que opera na lei a inveja pelo sucesso do próximo.

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

As mais lidas na semana

Guilherme de Pádua é pastor evangélico, prosseguir é preciso... é humano!

Romanos 1,18-32

Oito motivos para ter uma chuca portátil

Namoro Gay

Telespectadores reconhecem ator pornô gay no programa da Eliana