sexta-feira, janeiro 28, 2005

Origens do Carnaval
No Carnaval, milhares de
pessoas caem na folia.

Você sabe de onde vem tudo isso?

Por João Marinho

As ligações mais antigas do Carnaval seriam com o Antigo Egito, nas festas em honra a Ísis e ao touro Apis. Dança, bebida e sedução já integravam a festa. Outras relações podem ser estabelecidas com festas persas em honra a Naita e Mitra e com as Sáceas babilônicas, um período de licenciosidade sexual, quando escravos e senhores trocavam de papéis. Em comum, todas elas evocavam a fertilidade, como parte de comemorações pelas colheitas.

Entre gregos e romanos, haviam festas pré-carnavalescas entre os séculos 7 a.C. e 6 d.C. Para os gregos, eram as Dionísias, festas em honra a Dioniso, deus do vinho. Em Atenas, no tempo de Pisistrato (605-527 a.C.), provavelmente o responsável pela oficialização do culto a Dioniso, a imagem do deus era transportada em embarcações com rodas (os carrum navalis), simbolizando sua chegada pelo mar.

Em Roma, havia as Saturnálias, festas em honra a Saturno, quando se suspendiam as convenções sociais. Havia também as Lupercais, em honra a Pã. Os sacerdotes saíam nus dos templos e depois perseguiam a população com correias.

Quando o cristianismo chegou, encontrou esses costumes arraigados. Em 590, o papa Gregório I oficializa o Carnaval, mas, várias vezes, a Igreja Católica tentou reprimir os folguedos.

Sobretudo na Idade Média, prevaleceu a idéia de cristianizá-los, mas o resultado foi uma divisão entre as comemorações mais sérias, ligadas ao clero e à nobreza, e as populares e cômicas, para as camadas menos favorecidas. A divisão aprofundou-se com a Reforma, que quase as exterminou em alguns lugares, e a Contra-Reforma.

Mesmo assim, a festa adquiriu muitas de suas características básicas, como carros alegóricos e fantasias, com o Renascimento. Da Europa, o Carnaval espalhou-se via colonização e, na América Latina, inclusive no Brasil, misturou-se à herança negra e indígena.

A palavra ?Carnaval? pode ter duas origens: a expressão carrum navalis, os carros das Dionísias; e a expressão ?dominica ad carne levandas?, instituída por Gregório I quando este oficializou o início da Quaresma na Quarta-feira de Cinzas. A expressão modificou-se com o tempo, mas sempre significando algo como ?retirar a carne?, uma referência ao período de abstinência.

Por que o Carnaval é um feriado móvel?


Porque depende de um cálculo que define a Páscoa católica, que é móvel para não se confundir com a judaica, fixa. É feito da seguinte forma:

1) Observa-se o início (equinócio) da primavera no hemisfério norte, que ocorre entre 21 e 22 de março. No sul, incluindo o Brasil, é o início do outono;

2) Verifica-se no calendário a lua cheia imediatamente posterior ao equinócio. O primeiro domingo depois que lua fica cheia é o Domingo de Páscoa. Por exemplo, em 2005, a lua fica cheia no dia 25/03. O Domingo de Páscoa, portanto, cai no dia 27/03.

3) Contam-se sete domingos antes do Domingo de Páscoa. O sétimo é o início do Carnaval. Em 2005, a festa começa dia 06/02. A Terça-Feira Gorda, portanto, é dia 08/02.

4) Seguem-se a Quarta-Feira de Cinzas e o início da Quaresma católica (40 dias de jejum religioso), que termina exatamente antes do equinócio e, portanto, da Páscoa
.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...